Furto de energia elétrica: Neoenergia Pernambuco registra mais de 73 mil ligações irregulares no primeiro semestre de 2022

Quem pratica o roubo de energia elétrica, popularmente conhecido como ‘macaco’, causa uma concorrência desleal na economia.
 Furto de energia elétrica: Neoenergia Pernambuco registra mais de 73 mil ligações irregulares no primeiro semestre de 2022

O alerta é também sobre os riscos à vida, por causa dos perigos de se fazer uma ligação irregular. – FOTO: Jailton Jr./JC Imagem

É um consenso de que os furtos de energia elétrica são um problema social em todo o Brasil. A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que rege o setor elétrico junto às empresas concessionárias de energia, tem um grande desafio que é de mitigar os danos causados por este crime.

Em Pernambuco, de janeiro a junho de 2022, considerando todos os segmentos de consumidores – residenciais, rurais, industriais e comerciais – foram identificadas mais de 73 mil ligações irregulares pela Neoenergia Pernambuco. A energia recuperada pela distribuidora, neste primeiro semestre, foi de 120 milhões de KWh.

Além de cometer o crime de furto de energia elétrica, empresas e comércios, por exemplo, promovem concorrência desleal, ao levarem uma vantagem indevida no mercado, que compromete todo o setor energético e a cadeia econômica daquela região.

Seja por meio das ligações clandestinas feitas diretamente no sistema elétrico ou por alterações no relógio medidor, os conhecidos ‘macacos’ encarecem as contas de energia e impactam diretamente no valor final dos consumidores.

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEMGustavo Santos, gerente de operações da Neoenergia PE, alerta para o crime previsto no Código Penal – TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM

De acordo com Gustavo Santos, gerente de operações na Neoenergia, a ANEEL determina que uma parte das perdas, que não conseguem ser combatidas pela distribuidora, sejam repassadas na tarifa de energia para os clientes. Ou seja: todos saem perdendo e pagando mais quando ligações clandestinas são feitas.

A prática ilegal precisa ser combatida não apenas pelo furto de energia em si, mas também por caracterizar uma concorrência desleal, frente as vantagens e os lucros que um determinado estabelecimento tem diante de uma empresa concorrente que age de forma regular.

O alerta é também sobre os riscos à vida, por causa dos perigos de se fazer uma ligação irregular, “quem faz ligação clandestina, corre um grande risco de provocar um acidente, seja um choque elétrico ou até uma descarga elétrica. Além disso, impacta diretamente na qualidade do fornecimento de toda a comunidade”, ratifica o gerente Gustavo Santos.

Jailton Jr/JC IMAGEMFurtar energia é equivalente a furtar um carro, uma bicicleta ou qualquer outro bem – Jailton Jr/JC IMAGEM

O crescimento no furto de energia vem não só dos clientes de contas residenciais, mas também dos estabelecimentos comerciais, que praticam fraudes milionárias de energia elétrica, o suficiente para iluminar cidades inteiras.

“O furto de energia aqui em Pernambuco está bem pulverizado. Elas acontecem em diversos grupos de clientes, sejam eles classe A, classe média ou baixa renda”, explica Gustavo Santos.

O que configura o furto de energia?
Segundo Gustavo Santos, o furto de energia é configurado quando o consumo mensal de todos os equipamentos de um estabelecimento, seja ele residencial ou comercial, não está sendo registrado pelo equipamento de medição instalado pela concessionária. O furto de energia é crime com base no artigo 155 do código penal brasileiro.

Como identificar se um local está furtando energia elétrica?
Uma das formas do cidadão identificar uma ligação clandestina é que, na maioria das vezes, essas ligações são realizadas por fios coloridos como, brancos, vermelhos, verdes, azuis, amarelos, e que fogem do padrão de ligação regular da Neoenergia Pernambuco.

Sendo assim, a coloração dos fios é uma indicação importante que sinaliza para a população sobre uma ligação irregular. Além disso, a Neoenergia Pernambuco utiliza cabos, de uma outra cor e espessura, como padrão para realizar tais ligações de forma regular.

A Neoenergia Pernambuco hoje atua de diversas formas no combate às ligações clandestinas. Dentro da distribuidora existe uma área de inteligência que faz o monitoramento dos consumos, além de receber denúncia de toda a população.

“No momento em que é ocorrido essa sinalização, equipes são enviadas a campo, que atestam a irregularidade, corrige o desvio e regularizam o fornecimento de energia deixando-o de forma muito mais segura”, afirma Gustavo.

 

Por isso, é importante que diversos segmentos da economia fiquem atentos a roubos de energia elétrica e denunciem a prática criminosa.

Como denunciar?
Para denunciar uma ligação irregular, o cidadão pode entrar em contato com a Neoenergia Pernambuco por meio do site www.neoenergiapernambuco.com.br, enviar mensagem no canal de WhatsApp de número 3217-6990 ou a partir do 116, tele atendimento da concessionária de energia elétrica.

“Toda a população pode contribuir com a Neoenergia Pernambuco na identificação dessas irregularidades. As denúncias são anônimas. É importante que tenha um detalhamento do local, da rua ou um ponto de referência para que as nossas equipes sejam deslocadas e a gente consiga identificar essa irregularidade”, finaliza Gustavo Santos.

 

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas