Mulher trans sofre agressão no Mercado da Encruzilhada após utilizar o banheiro feminino

 Mulher trans sofre agressão no Mercado da Encruzilhada após utilizar o banheiro feminino

Segundo testemunhas, o caso ocorreu na tarde desta quarta-feira (19)

Os consumidores que estavam no Mercado da Encruzilhada presenciaram um caso de transfobia na tarde desta quarta-feira (19). Segundo relatos de comerciantes locais, uma mulher trans foi agredida por um grupo de homens após utilizar o banheiro feminino. O ocorrido foi confirmado via nota oficial da Prefeitura do Recife.

Segundo testemunhas, as agressões foram tanto no âmbito físico quanto no verbal. Ainda não há informações sobre o número de pessoas envolvidas. Através de seus perfis no Instagram, comerciantes locais repudiaram o ocorrido.

“Deixamos registrado nosso repúdio e cobraremos políticas públicas efetivas de conscientização, valorização e inclusão da população LGBTQIA+ neste e em qualquer outro equipamento público do Recife”, declararam representantes das empresas “Oro Cozinha Garimpo” e “Reciclo Bikes”.

A reportagem do Portal Folha de Pernambuco entrou em contato com a Polícia Civil de Pernambuco, que informou que não há registro de Boletins de Ocorrência sobre o caso.

Após o ocorrido, a Prefeitura do Recife se manisfestou via nota oficial. Confira na íntegra:

“A Autarquia de Serviços Urbanos do Recife (Csurb) repudia qualquer ato de discriminação ou violência cometidos contra a população LGBTQIA+ e orienta a pessoa envolvida a prestar queixa para que o caso seja também apurado na esfera criminal”.

“A Prefeitura do Recife reafirma seu compromisso com a população LGBTQIA+ através de políticas públicas como a Casa de Acolhimento LGBT Roberta Nascimento e a instituição do Conselho Municipal de Política Pública LGBTQIA+. Além disso, também são realizadas ações contínuas como campanhas para divulgação das leis que punem e proíbem atos discriminatórios com base na orientação sexual do indivíduo. Na cidade também existe o Centro Municipal de Cidadania LGBT, criado em 2014, que oferece atendimento jurídico, psicológico, assistencial e de orientação e acompanhamento à população e familiares”.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas