Ao lado de João Pedro e Marco Aurélio Filho, Céu Albuquerque Oficializa Pré-Candidatura à Vereadora do Recife Pelo PV

Na tarde desta terça-feira (2), a jornalista e fotógrafa marcou um momento histórico ao lançar sua pré-candidatura à vereadora do Recife, prometendo representar uma nova era de inclusão na política local.
 Ao lado de João Pedro e Marco Aurélio Filho, Céu Albuquerque Oficializa Pré-Candidatura à Vereadora do Recife Pelo PV

Foto: Divulgação

Na tarde desta terça-feira (2), ao lado do Vice-presidente Estadual do PV e do Vereador e Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Câmara Marco Aurélio Filho, foi oficializada a pré-candidatura à vereadora do Recife de Céu Albuquerque. Jornalista, fotógrafa, engenheira civil, mulher lésbica e ativista intersexo, Céu representa uma esperança palpável para a diversidade e inclusão na política pernambucana.

A pré-candidatura de Céu à Câmara Municipal do Recife representa um marco histórico não apenas para a cidade, mas para toda a América Latina. Ao lançar sua pré-candidatura, Céu está pavimentando o caminho para a futura presença de uma vereadora lésbica e intersexo no município, abrindo portas para uma representação política mais inclusiva e diversificada.

No dia 7 de fevereiro, Céu alcançou uma conquista histórica ao se tornar a primeira pessoa intersexo do Brasil a obter a retificação do campo “sexo” de feminino para intersexo. Esta vitória é resultado de um processo judicial que teve início em julho de 2021, conduzido pela Defensoria Pública e pelo advogado e defensor público Henrique da Fonte. Agora, espera-se que esta conquista pavimente o caminho para a criação de políticas públicas em benefício da comunidade intersexo.

Marco Aurélio Filho, Vereador e Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Câmara, destaca que “a chegada de Céu reforça as pautas programáticas que o Partido Verde já defende e que a sociedade necessariamente precisa acolher. Inclusive, vejo isso como um grande avanço político-social“.

Céu nasceu com hiperplasia adrenal congênita (HAC) virilizante simples, uma condição genética que afeta a produção de hormônios pelas glândulas suprarrenais. Criada em uma família de origem pobre no bairro de Maranguape 2, município do Paulista, na região metropolitana do Recife, sua infância foi marcada por desafios financeiros e preocupações com a saúde. Filha de uma professora, que dava aulas de reforço para ajudar no sustento do lar, e de um representante comercial de produtos para supermercado, Céu enfrentou essas dificuldades desde cedo.

Devido à baixa imunidade causada pela hiperplasia adrenal congênita, Céu enfrentou inúmeras dificuldades de saúde durante sua infância, passando muitos momentos hospitalizada. Apesar desses obstáculos, sua determinação e força interior a levaram a superar esses desafios. Sua infância, embora marcada por períodos de doença, foi uma mistura de alegrias e superações, caracterizada por um desenvolvimento escolar sólido e uma vivência relativamente normal, dentro das circunstâncias.

Além dos desafios de saúde, Céu enfrentou uma cirurgia mutiladora de redesignação sexual aos cerca de 1 ano de idade, devido a ter nascido com genitais ambíguos. Essa intervenção, trouxe consigo diversos desafios físicos e emocionais ao longo de sua vida.

Há mais de uma década, Céu tem dedicado sua vida à defesa de políticas públicas para a comunidade intersexo, além de seu papel ativo como defensora dos direitos animais. Ao lado de sua mãe, que reside na cidade do Paulista, ambas têm sido protagonistas em resgatar e encontrar lares amorosos para animais de rua. Juntas, já proporcionaram um lar para mais de 300 animais, demonstrando um compromisso genuíno com o bem-estar dos mais vulneráveis.

Além de suas atividades políticas e de proteção animal, Céu também é reconhecida por seu trabalho artístico na fotografia. Há oito anos, ela vem utilizando sua arte como uma ferramenta para elevar a autoestima de pessoas por todo o Brasil. Com um portfólio que abarca 16 estados e mais de 500 pessoas fotografadas desde 2016, sua obra tem sido celebrada tanto nacional quanto internacionalmente, tornando-se uma voz relevante no meio do audiovisual.

Contudo, o ativismo de Céu transcende as lentes de sua câmera. Desde os 20 anos, ela tem sido uma voz incansável na conscientização sobre a hiperplasia adrenal congênita e outras condições intersexo. Sua presença é frequente em meios de comunicação e palestras universitárias, onde compartilha sua experiência e conhecimento sobre a temática.

Nas redes sociais, Céu mantém uma presença ativa através do perfil “Intersexualizando“, onde aborda questões relacionadas à vida intersexo, qualidade de vida e advocacia. Sua página serve como um espaço seguro e informativo para indivíduos que buscam compreender melhor as nuances e desafios enfrentados pela comunidade intersexo.

À medida que Céu Albuquerque se lança nesta nova jornada rumo à política local, sua candidatura não apenas representa uma ampliação do espectro de representatividade, mas também traz consigo uma voz comprometida com a diversidade, inclusão e justiça social. Sua presença na arena política promete ser um marco para o Recife e um farol de esperança para todos aqueles que buscam um futuro mais igualitário e inclusivo.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *