Bolsonaro critica PT e dispara: “Falo palavrão, mas não roubo”

 Bolsonaro critica PT e dispara: “Falo palavrão, mas não roubo”

Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar na quarta-feira, 9 de fevereiro, os governos petistas e, sem citar nomes, chamou os gestores anteriores de “canalhas”. Bolsonaro também se exaltou ao comentar um projeto com custo de quase R$ 50 milhões da Funai (Fundação Nacional do Índio) para a criação de uma criptomoeda para populações indígenas.

Em visita à Barragem de Oiticica, no município de Jucurutu, no Rio Grande do Norte, Bolsonaro afirmou que o custo total das obras de transposição do rio São Francisco foi de cerca de R$ 15 bilhões e que, com os recursos desviados e mal utilizados da Petrobras, do BNDES e da Caixa Econômica, seria possível fazer 100 transposições.

“E tem gente que sente saudade desses canalhas? Todo mundo sofre em consequência desses canalhas. Não estou alfinetando nem criticando ninguém. Estou mostrando números”, afirmou.

O presidente voltou a dizer que o governo está há três anos sem corrupção e lembrou do projeto suspendido pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) que previa o investimento de quase R$ 50 milhões para criar uma criptomoeda voltada para as populações indígenas.

“Os gastos eram mal feitos. Nos surpreendemos com um projeto de R$ 50 milhões na Funai para ensinar índio a mexer com bitcoin. Ah, vá para a p*** que p****!”, indignou-se. Após a fala, o presidente afirmou: “Falo palavrão, mas eu não roubo”.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas