Nos siga nas redes sociais

Coluna é Isso

É isso…

Publicado

em

Com tanta velocidade, tecnologia e ferramentas de divulgação, é inquestionável o poder de alcance e de transformação que a Comunicação consegue atingir, seja lá o que estiver sendo divulgado. Sem falar que a cada dia somos bombardeados de mecanismos e informações de como utilizá-la bem, mas, em muitas ocasiões, são tantos ruídos que o resultado conquistado passa longe do que seria o ideal almejado. Aí começam os questionamentos: eu falei, eu criei, eu escrevi, eu impulsionei…, e não consegui massificar (seja qual for o espaço) a mensagem final. Sabe por quê? Porque as pessoas estão esquecendo que a forma direta de se comunicar ainda é a melhor opção para tirar as falhas das mensagens, seja na vida pessoal ou profissional. As mensagens podem ser enviadas de diversas formas, mas o que é importante prevalecer é o verdadeiro entendimento entre o emissor e o receptor, e não o subentendido.

Com o avanço da comunicação, a “Clareza” tem que ser o ponto mais forte. Dar e receber feedback é parte fundamental para um resultado exitoso. Não podemos deixar que a dúvida prevaleça na mensagem, precisamos checar que o que está sendo falado é o que foi entendido. Se não estiver seguro, pergunte quantas vezes precisar. Tem situações em que o refazer pode ser evitado apenas com o simples entendimento de não acharmos que o óbvio não precisa ser dito. Expressar de forma clara e objetiva a nossa opinião sobre assuntos distintos fazem muita diferença. Eu concordo plenamente que somos sim responsáveis por tudo que falamos, e que também temos uma parcela sobre o que o outro entende. Nem sempre os nossos recados ou falas são entendidos como pensamos ou como falamos, mas podemos ajudar o outro a captar perfeitamente o que estamos comunicando.

Comunicação é um instrumento que conseguimos dizer para os outros como somos e pensamos e quanto mais fizermos isso da forma certa, melhores serão os resultados. Quando nos expressamos com eficiência, ficamos felizes e tranquilos.

Por isso que tal começarmos a praticar duas palavrinhas em nosso dia-a-dia: É isso! É isso que eu quero dizer. É isso que eu quero ver. É isso que eu quero ouvir. É isso. Você entendeu?

 

Danyelle Amorim- Jornalista e Sócia da Espalha Comunicação

 

 

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *