Exposição gratuita no Recife retrata fase experimental do artista pernambucano José Cláudio

 Exposição gratuita no Recife retrata fase experimental do artista pernambucano José Cláudio

Produções do artista no período de 1968 a 1972 compõem a exposição ‘Carimbos’ (Foto: Aurélio Velho/Divulgação)

Quase 100 trabalhos pouco conhecidos do pintor pernambucano José Cláudio compõem a exposição ‘Carimbos’. A partir desta quinta-feira (31) até o dia 29 de outubro, a mostra pode ser conferida no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam), localizado na Rua da Aurora, no bairro da Boa Vista, na área central da capital pernambucana. A entrada é gratuita.

Reunindo as produções do artista no período de 1968 a 1972, a mostra retrata a fase mais experimental da trajetória de José Cláudio, quando ele articula gestualidade, musicalidade e artes gráficas. As obras resultam do encontro quase casual dele com os carimbos: estes se tornaram uma referência fundamental para os artistas da arte-correio e do poema visual dos anos 1970 no país.

Além de trabalhos da coleção particular do artista, a exposição reúne obras de colecionadores privados, como Paulo Bruscky, José Luiz Passos, Daniel Maranhão e Thomaz Lobo. Configurada como um espaço de experimentação da técnica do carimbo, a mostra oferece mesas e materiais para a investigação do público.

Também se destacam na exposição as oficinas gratuitas para mediadores do Mamam e de outras instituições e vivências de mediação inclusiva e acessível em museus, com o objetivo de sensibilizar os mediadores para atendimento inclusivo. Para que cegos e pessoas com baixa visibilidade possam ter acesso às obras, foram elaboradas reproduções táteis das obras e disponibilizado o agendamento de grupos para visitas guiadas com atendimento em libras e áudio-descrição.

Outra exposição no Mamam

Até o dia 19 de novembro, fica em cartaz no Mamam a exposição ‘Uma capa é uma capa é uma capa é uma capa’, que comemora os dez anos do ‘Pernambuco’, suplemento literário do Diário Oficial do Estado. A mostra conta com 30 capas da publicação, assinadas por profissionais como Fabio Seixo, Hallina Beltrão, Hélia Scheppa, Janio Santos, Jéssica Mangaba, Karina Freitas e Pedro Vasconcelos.

Fonte: G1

Edição: Geibson Almeida

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *