Filósofo Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos de idade

 Filósofo Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos de idade

O filósofo e escritor Olavo de Carvalho morreu na segunda-feira, 24 de janeiro, aos 74 anos, nos Estados Unidos, onde vivia. A informação foi dada pela família nas redes sociais do escritor. 

“Com grande pesar, a família do professor Olavo de Carvalho comunica sua morte na noite de 24 de janeiro, na região de Richmond, na Virgínia, onde se encontrava hospitalizado”.

Natural de Campinas, São Paulo, ele deixa a esposa, Roxane, oito filhos e 18 netos. A causa da morte não foi divulgada. Recentemente, Olavo esteve internado em hospital no Brasil com problemas cardíacos.

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte do escritor.

“Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi gigante na luta pela liberdade e farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”, afirmou.

Falta de alternativas

O escritor Olavo de Carvalho chegou a afirmar que só votaria no presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de 2022 “por falta de alternativas”. Olavo criticou o que considera falhas do chefe do Executivo na “luta anticomunista” e afirmou que mais um mandato não ajudaria a ala ideológica.

“Se alguém acha que eleger o Bolsonaro uma segunda vez vai deter a ascensão comunista, por favor me explique por que exatamente o oposto aconteceu na primeira vez”, afirmou na terça-feira, 28 de dezembro, em seu perfil do Facebook.

Uma seguidora perguntou então quem ele sugeriria para a Presidência. O escritor respondeu:

“Vou votar no próprio Bolsonaro, por falta de alternativas.”

As críticas de Olavo continuaram nas redes:

“De luta anticomunista, o Bolsonaro não entende PORRA NENHUMA”, escreveu em seu perfil no Twitter. “Atacar a Globo em vez do Foro de São Paulo é, para usar a expressão bíblica, coar o mosquto e engolir o camelo.”

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas