Fim de semana no Paço do Frevo tem Orquestra Recife de Bambas, Recicoral abrindo o Ciclo Natalino e Arrastão do Frevo com Abanadores do Arruda

Orquestra faz show com Gerlane Lops, Helena Cristina e Luísa Pérola na sexta (1º), comemorando o Dia Nacional do Samba; no sábado (2), Recicoral apresenta seu recital de Natal, abrindo o Ciclo Natalino do museu; e no domingo (2), cortejo da “Abano” comanda último Arrastão do Frevo do ano
 Fim de semana no Paço do Frevo tem Orquestra Recife de Bambas, Recicoral abrindo o Ciclo Natalino e Arrastão do Frevo com Abanadores do Arruda

Foto: Divulgação

O Paço do Frevo saúda o mês de dezembro com uma programação especial que inclui opções de diversão durante todo o fim de semana. A Orquestra Recife de Bambas, com participação de Gerlane Lops, Helena Cristina e Luísa Pérola, faz show na sexta (1º), celebrando o Dia Nacional do Samba. No sábado (2), fechando a programação do VI Encontro de Pesquisadores do Frevo e abrindo o Ciclo Natalino do Paço, o Recicoral apresenta seu recital de Natal sob a batuta do maestro Júlio César Soares. E no domingo (2), quem comanda o último Arrastão do Frevo de 2023 é a Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda, a Abano.

Confira a programação completa:

SEXTA (1º) | ORQUESTRA RECIFE DE BAMBAS COM GERLANE LOPS, HELENA CRISTINA E LUÍSA PÉROLA

Para comemorar o Dia Nacional do Samba, celebrado em 2 de dezembro, o Paço do Frevo recebe a Orquestra Recife de Bambas com as sambistas Gerlane Lops, Helena Cristina e Luísa Pérola mais participação do Grupo Bailar de Dança. Será na sexta (1º), na Praça do Frevo, no 3º andar do equipamento cultural. O show começa às 19h e o acesso é através do ingresso do Paço (R$ 10 inteira e R$ 5 meia).

A ORB foi fundada há oito anos para promover arte, música, inclusão e desenvolvimento de pessoas ligadas ao ritmo na periferia da Região Metropolitana do Recife. O projeto busca gerar oportunidades para cantores, instrumentistas e demais profissionais da cena local, contribuindo para a representatividade do samba em Pernambuco e dando visibilidade aos sambistas e compositores da terra. A ORB tem concepção artística e direção geral da cantora, compositora e percussionista Gerlane Lops e direção musical de Rubem França.

O grupo é acompanhado por um corpo de dançarinos que compõem a cena musical com os tradicionais malandros, o samba de gafieira, as passistas, o mestre-sala e porta-bandeira com suas belas evoluções.   

SÁBADO (2) | RECITAL RECICORAL

Fechando a programação do VI Encontro de Pesquisadores do Frevo, no sábado (2), às 16h30, o grupo Recicoral apresenta o seu recital de Natal, sob a regência do maestro Júlio César Soares. Serão apresentadas canções que refletem o encantamento do Frevo de Bloco e do Ciclo Natalino, com aspectos da cultura regional como o pastoril e o auto natalino. O acesso é gratuito para os participantes do encontro e aberto ao público geral através do ingresso do museu (R$ 10 inteira e R$ 5 meia). 

Criado há cinco anos, o Recicoral é fruto das aulas de técnica vocal ministradas pelo maestro no Paço do Frevo. Formado por representantes de diferentes blocos líricos e outros admiradores da música pernambucana, o grupo de coro tem como proposta abraçar a diversidade da cultura local.

Com o tema “Valorizando acervos e redes de pesquisa”, o Paço do Frevo promove, através do VI Encontro de Pesquisadores do Frevo, uma série de conferências, oficinas e rodas de apresentação, entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro. A participação como ouvinte é aberta a todas e todos, mediante inscrição neste link, onde também é possível acessar a programação completa.

DOMINGO (3) | ARRASTÃO DO FREVO COM ABANADORES DO ARRUDA

O Arrastão do Frevo fecha sua temporada 2023 no domingo (3) com o cortejo da Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda. Fundada em 1934, a “Abano”, como também é conhecida, coleciona diversos títulos no concurso de agremiações carnavalescas e é a atual tricampeã do Carnaval do Recife. A concentração será no Paço do Frevo às 15h30 e o cortejo começa às 16h, seguindo pela Rua da Guia e Av. Rio Branco até o Marco Zero. De lá, retorna para o museu pelo mesmo caminho, onde a festa continua.

A troça foi fundada por carnavalescos do Bairro de Água Fria que  insistiram que os amigos colocassem como símbolo da agremiação um objeto de trabalho doméstico, o abano. A troça é simbolicamente representada por dois abanos, uma boneca, um sol e uma lua e utiliza como cores predominantes o vermelho, o verde e o amarelo, ligadas aos orixás Ogum e Oxum. A Abano coleciona diversos frevos compostos pelo diretor José Constantino.

PAÇO DO FREVO – Reconhecido pelo Iphan como centro de referência em ações, projetos, transmissão, salvaguarda e valorização de uma das principais tradições culturais do Brasil, o Frevo. Patrimônio imaterial pela Unesco e pelo Iphan, o Frevo é um convite à celebração da vida, por meio da ativação de memórias, personalidades e linguagens artísticas, que no Paço do Frevo encontram seu lugar máximo de expressão, na manutenção de ações de difusão, pesquisa e formação nas áreas da dança e da música, dos adereços e das agremiações do Frevo.

O Paço do Frevo é uma iniciativa da Fundação Roberto Marinho, com realização da Prefeitura do Recife, por meio da Fundação de Cultura da Cidade do Recife e da Secretaria Municipal de Cultura e a gestão sob o Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG). Por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o patrocínio master do Instituto Cultural Vale e o patrocínio do Banco Itaú e da White Martins. Conta com o apoio do Grupo Globo, Pernambucanas, Rede e Valgroup.

SERVIÇO

Orquestra Recife de Bambas com Gerlane Lops, Helena Cristina e Luísa Pérola
Sexta (1º), às 19h
Na Praça do Frevo (terceiro andar do museu)
Ingressos: R$ 10 inteira e R$ 5 meia

Recital Recicoral
Sábado (2), às 16h30
Na Praça do Frevo (terceiro andar do museu)
Ingressos: R$ 10 inteira e R$ 5 meia

Arrastão do Frevo com Abanadores do Arruda
Domingo (3)
Concentração às 15h30 no Paço do Frevo e cortejo às 16h
Acesso gratuito


Paço do Frevo – Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife, Recife
Horários: Terça a sexta, 10h às 17h | Sábado e domingo, 11h às 18h
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia) – entrada gratuita às terças-feiras
*Confira aqui a política de gratuidade do museu

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *