Marco Aurélio Filho Destaca Conquistas e Projetos para o Carnaval do Recife

Vereador ressalta avanços legislativos e números expressivos para os festejos de Momo na capital pernambucana.
 Marco Aurélio Filho Destaca Conquistas e Projetos para o Carnaval do Recife

Foto: Divulgação

Em seu discurso, Marco Aurélio Filho mencionou informações coletadas pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE), além de números projetados sobre a economia e o balanço das atrações do Carnaval municipal. ““Quase 96% dos nossos leitos da rede hoteleira estão ocupados, o que gera 50 mil postos de trabalho, do vendedor do espetinho ao segurança que está no camarote”, disse. “Destaco, ainda, que mais de R$ 2,4 bilhões fazem parte dessa economia, mais de 20% a mais que no ano passado. E são mais de 3 mil apresentações, sendo 98% de atrações locais, algo que nós comemoramos e já trouxemos à tona”.

Para o vereador, a Câmara e seus parlamentares foram responsáveis por contribuições que vão fazer o Carnaval do Recife ainda melhor. Ao plenário, ele lembrou a aprovação da lei nº 19.141/2023, que trata do plano de incentivo fiscal que isenta o pagamento de impostos a agremiações da cultura popular sediadas na capital. Outros pontos destacados foram a aprovação do reajuste dos cachês dos artistas e fazedores de cultura, e a articulação para mudar o local do concurso de agremiações para a avenida Dantas Barreto, o que deve fomentar a visibilidade do evento. “A gente precisa deixar clara a importância dos mais diversos mandatos desta Casa, deste Poder Legislativo, nessa construção”, afirmou.

Polo do Alto José do Pinho- A escolha para a grade nos polos descentralizados do Carnaval do Recife, especificamente no Alto José do Pinho, foi o tema de outro  pronunciamento do vereador Marco Aurélio Filho, realizado nesta terça-feira, na reunião plenária da Câmara Municipal do Recife.    

Tenho certeza de que alguns colegas aqui podem colaborar com o nosso debate. Está chegando a notícia, tanto para mim como para outros mandatos que têm afeto à cultura popular e grandes festividades, a questão da grade dos polos descentralizados. Preciso que a gente tenha esse olhar e esse alerta para a Secretaria de Cultura, para o Polo José do Pinho. Um local de grandes manifestações e que não pode ter um polo minguado, como a gente costuma dizer em linguagem popular”.  

O parlamentar citou algumas atrações musicais que poderiam tocar no Polo do Alto José do Pinho e enalteceu a identidade cultural popular. “Não entra na minha cabeça, por exemplo, que no Alto não tenha uma apresentação do Afoxé, não tenha uma apresentação da banda Matalanamão, do Maracatu Estrela Brilhante e tantas outras que deveriam ser contempladas nesses polos. Se você perguntar ao artista sobre onde gostaria de tocar, a primeira resposta que ele vai dizer é que gostaria de tocar “em casa” para que quem fosse da comunidade pudesse prestigiá-lo. Nós somos recifenses e valorizamos as nossas identidades e as nossas raízes”.

No aparte, o vereador Samuel Salazar (MDB) concordou com as palavras de Marco Aurélio Filho. “Já recebi também essa cobrança e eu me solidarizo. O Alto Jose do Pinho é um berço cultural.  A gente pode tentar, se não nesse Carnaval, mas tentar modificar para que o Alto não fique de fora de grandes atrações e de artistas que queiram fazer o show na porta de casa”.

Rinaldo Junior (PSB) enfatizou que também foi procurado sobre a questão e destacou que gostaria de somar forças. “Também fui procurado e aquelas pessoas que estavam esperando do polo Alto José do Pinho, berço da cultura do Recife, com muita atividade, principalmente com artistas de expressão. O Carnaval do Alto recebe artistas de renome nacional e turistas do Brasil.  Ainda há tempo ainda e quero me somar para dialogarmos com a Secretaria de Cultura”.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *