MORTE DE JÔ SOARES: relembre posicionamentos políticos do artista

Jô Soares não tinha medo de expressar seus posicionamentos políticos para o público. Em 2020 o apresentador criticou tanto Bolsonaro quanto o PT em entrevista.
 MORTE DE JÔ SOARES: relembre posicionamentos políticos do artista

Jô Soares tinha posicionamento político forte e já criticou Bolsonaro e o PT – FOTO: Reprodução.

Na madrugada desta sexta-feira (5) faleceu aos 84 anos o comunicador Jô Soares. O artista não tinha medo de expressar seus posicionamentos políticos para o público. Seja de maneira sarcástica e bem-humorada, ou de de forma mais direta, o apresentador possui um histórico de falas a favor da democracia.

Enquanto ainda apresentava o Programa do Jô, o comunicador acabou cortando Pedro Bial pelo, até então, apresentador do Big Brother Brasil, ter diminuído o processo de golpe militar que gerou a Ditadura militar, vigente de 1964 e 1985 no país.

Enquanto Bial falava que existiam pessoas que chamavam o golpe militar de contragolpe, Jô cortou o entrevistado e provocou “qual foi o golpe?”. Durante a ditadura Jô escrevia para o jornal humorístico O Pasquim, que criticava os militares no poder.

Mais recentemente, em 2020, Jô concedeu uma entrevista ao programa Provocações da Tv Cultura em que o comunicador se apresentou contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). Na mesma participação, o artista também criticou o PT e apresentou que o partido precisaria fazer uma grande autocrítica para conseguir seguir em frente. Jô Soares também se definiu como um “anarquista”.

Morte de Jô Soares
O apresentador e humorista José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares, faleceu na madrugada desta sexta-feira (5). O artista tinha 84 anos e estava internado desde 25 de julho no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Não foi divulgada a causa da morte de Jô. O enterro do humorista será apenas para familiares e amigos. Local e data não foram informados.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas