NUTRIÇÃO E AUTISMO

 NUTRIÇÃO E AUTISMO

Haissa Nogueira

O autismo é uma condição complexa, no qual a nutrição e os fatores ambientais desempenham papéis primordiais para melhoria da qualidade de vida do indivíduo.
Além das características mais marcantes percebidas nos portadores do transtorno, a falha do desenvolvimento da linguagem e interação social, ainda há uma série de desordens gastrointestinais que podem acometer os autistas, como diminuída produção de enzimas digestivas, inflamações da parede intestinal, e a permeabilidade intestinal alterada, sendo que
todos estes fatores agravam os sintomas dos portadores da doença.
Diante do exposto, alguns autores têm nos mostrado que, com relação à alimentação, não há uma única terapia ou método que funcione para todos os indivíduos com autismo.

A intervenção nutricional inclui a terapia de vitaminas e minerais e dieta de eliminação, como dieta livre de glúten e caseína, dietas de alergia e suplementação com ácidos graxos essenciais (ômega 3 e 6).
É importante que crianças e adolescentes com deficiências, em especial aquelas que são propensas a riscos nutricionais, sejam acompanhadas por profissionais e estimuladas a participar de atividades físicas e adaptações da dieta e os pais devem compreender que as alterações não são imediatas, as observações diárias e contínuas através dos sinais e sintomas clínicos e laboratoriais e dos relatos familiares são essenciais para as descobertas, esclarecimentos e o sucesso das terapias aplicadas aos pacientes autistas, pois a melhora clínica depende da avaliação individualizada.

Contato: haissa.nogueira1@hotmail.com
Instagram: @haissanogueira – Haissa Nogueira

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *