Prefeito de São Lourenço da Mata reassume cargo após quase quatro meses de afastamento

 Prefeito de São Lourenço da Mata reassume cargo após quase quatro meses de afastamento

Prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB), estava afastado do cargo desde setembro de 2017

Ao retomar as atribuições de gestor municipal, nesta quarta (17), Bruno Pereira (PTB) afirmou ter convocado tabeliã para ato notarial a fim de registrar a situação da prefeitura ao reassumir o cargo.

Depois de ter o afastamento suspenso devido a uma decisão judicial emitida na terça-feira (16), o prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB), voltou às atividades na sede da administração municipal nesta quarta-feira (17), por volta das 8h. Segundo o gestor desse município da Região Metropolitana do Recife, que estava afastado do cargo desde setembro de 2017, a retomada ocorreu com dificuldades.

“Os secretários da antiga gestão não estavam aqui para fazer a transição, então reassumimos com algumas dificuldades. Informamos ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas que trouxemos uma tabeliã para fazer um ato notarial e mostrar tudo como assumimos”, afirma.

O gestor, que permanece sendo alvo de investigações, espera que a situação seja resolvida de maneira breve. “Estamos querendo esclarecer isso o mais rápido possível para que a população não sofra mais com essa instabilidade”, finaliza.

Entenda o caso

Uma decisão judicial emitida na terça (16) pelo desembargador Alberto Virgínio, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, suspendeu o afastamento de Bruno Pereira, que havia sido distanciado das atribuições na prefeitura em 26 de setembro de 2017, dia em que foi deflagrada a “Operação Tupinambá”, da Polícia Civil, para investigar um grupo suspeito de desvio de bens e recursos públicos.

A operação foi deflagrada no Recife, em São Lourenço da Mata e em Camaragibe, também na Região Metropolitana, assim como em Caruaru e Bezerros, no Agreste. Em São Lourenço da Mata, a sede da prefeitura foi isolada, mas quando os policiais entraram na sala da Secretaria de Administração para apreender contratos de licitação, o armário estava vazio.

Na casa de Bruno Pereira, foram encontrados R$ 23 mil em espécie. Segundo a Polícia Civil e o Ministério Público de Pernambuco, o prefeito é investigado por suspeita de desviar mais de R$ 20 milhões da prefeitura de São Lourenço da Mata. De acordo com denúncias feitas aos órgãos, Bruno Pereira teria feito contratos frauduentos e contratado “funcionários fantasmas”.

Edição:Robson Ouro Preto

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *