Prefeito João Campos Consolida Aliança com União Brasil e Amplia Frente Partidária em Recife

Nova parceria reforça capacidade de diálogo do gestor, que agora conta com apoio de diversos partidos, incluindo MDB e Republicanos.
 Prefeito João Campos Consolida Aliança com União Brasil e Amplia Frente Partidária em Recife

Foto: Rodolfo Loepert

Se a política é considerada a arte do diálogo, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), segue confirmando a máxima a cada novo partido que atrai. Nesta semana foi a vez do União Brasil, sigla que começou ao lado de Raquel Lyra (PSDB) depois das eleições de 2022, mas que se aproximou do gestor mais bem avaliado do Brasil ainda no passado. Naquela ocasião, o prefeito estava ao lado de Miguel Coelho quando bradou que “não tinha medo de sombra, já que o mais importante é ter pessoas competentes e qualificadas ao lado, fazendo a política da soma”, disse. 

O fato é que a oficialização do União ocorre depois da virada histórica de João Campos contra Raquel Lyra na hora de atrair o MDB. O grupo da governadora já estaria montando chapa de vereador quando perdeu espaço para a falta de diálogo, o mesmo problema que afastou o União há um ano. Campos soube, como poucos, fazer a ponte entre as diferentes lideranças do partido, como o senador Fernando Dueire, o prefeito de Vitória de Santo Antão, Paulo Roberto, e o ex-deputado federal Raul Henry. 

Com o União Brasil não foi diferente. O presidente nacional do partido, Antônio Rueda, ao lado do deputado federal Fernando Filho e do ex-prefeito Miguel Coelho atuaram juntos para consolidar esta aliança. Nomes como o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, e o deputado federal Elmar Nascimento também teriam celebrado a composição, o que reforça a capacidade de diálogo do gestor na hora de avançar com novas composições. 

Para reforçar a máxima da “arte do diálogo”, Campos se aproximou também da sua maior adversária nas eleições de 2020. Marília Arraes tornou-se aliada do gestor, reafirmando a importância da aliança em torno de um projeto de cidade que já está em curso, com avanços em todas as áreas. Agora, com Avante, Republicanos, MDB, Solidariedade e o União Brasil, o prefeito do Recife consolida a maior frente partidária para as eleições deste ano. Uma frente que pode ser ainda maior. Pelo visto, o que não vai faltar é diálogo.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *