Prefeito pede desculpas a Tayara Andreza após cantora ser tirada de palco por não ‘mandar alô’ e decide afastar secretário

Artista relatou também que equipe foi agredida com spray de pimenta em Tracunhaém. 'Não estava no lugar', diz Aluízio Xavier.
 Prefeito pede desculpas a Tayara Andreza após cantora ser tirada de palco por não ‘mandar alô’ e decide afastar secretário

O prefeito de Tracunhaém, Aluízio Xavier, pediu desculpas públicas, nesta segunda-feira (4), para a cantora Tayara Azevedo, que contou que teve o show interrompido porque “não estava mandando alô”. O político alegou que não estava no local e que decidiu afastar o secretário de Turismo e Cultura pelo ocorrido.

O caso aconteceu no sábado (2), no Parque de Eventos da cidade. No palco, a cantora justificou ao público que a apresentação estava terminando mais cedo por ordem da prefeitura.

“Eu não estava no lugar e nem ordenei para que o secretário usasse o meu nome para tirar a cantora do palco. Eu estava em casa, dormindo com a minha família. Ao acordar pela manhã, soube da notícia do ocorrido”, explicou Azevedo.

“A cantora não tem culpa porque ela foi tirada do palco e eu também não tenho. […] Tomamos a decisão, escutando ambas as partes, de afastar o secretário de Cultura do cargo. Quero pedir desculpas a Tayara e dizer que, assim como ela foi vítima, eu também fui”, afirmou o Prefeito.

Segundo a prefeitura, Pedro Júnior era secretário de Turismo do município desde a gestão anterior.

O prefeito de Tracunhaém também afirmou ter encontrado com Tayara no domingo (3) para compreender o que tinha ocorrido.

“Ao me ver, ela reconheceu que não fui eu que estive no lugar. […] Ela se justificou e me disse que pensou que era eu porque usaram o meu nome. Por ser gestor do município, também me responsabilizei por aquela ação, pedi desculpas a ela naquele momento”, declarou.

A reportagem tentou, mas ainda não conseguiu contato com Tayara Andreza para repercutir a declaração da prefeitura.

Nas redes sociais, a cantora também relatou que a equipe dela foi agredida com spray de pimenta na saída do evento.

O município, no entanto, não se manifestou sobre a confusão na saída do evento. Em nota, a Polícia Militar confirmou que foi acionada “no sentido de conter os ânimos” e que algumas brigas foram registradas na plateia.

“Houve atrito também entre a organização do evento e a equipe da artista, na saída da banda do palco. Em ambas as situações, a PM atuou no sentido de pacificar o ambiente e garantir a realização do evento até o final”, disse no texto.

(G1)

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas