PT planeja convite a Bolsonaro para explicar estadia na embaixada da Hungria

Estratégia da bancada petista visa desgastar ex-presidente por suposta tentativa de evitar prisão.
 PT planeja convite a Bolsonaro para explicar estadia na embaixada da Hungria

Foto: Reprodução

Estadão

A bancada do PT na Câmara tem uma estratégia para desgastar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pela suposta tentativa de driblar eventual prisão ao passar dois dias na embaixada da Hungria. Sabendo que a Casa não tem poder de convocá-lo, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) apresentou um convite ao ex-mandatário, para que ele explique o ocorrido na Comissão de Relações Exteriores. Caso Bolsonaro negue o pedido, como acreditam que ocorrerá, os petistas terão um novo fato político em mãos para criticá-lo e levantar suspeitas.

Há, ainda, a chance de o pedido ser derrubado pela bancada bolsonarista quando for votado. O episódio, avaliam os petistas, também pode municiar a base contra o ex-presidente. Cabe agora à bancada articular com o presidente da comissão, o deputado Lucas Redecker (PSDB-SP), para colocar o requerimento em pauta.

À Coluna do Estadão, Redecker afirmou que, como o requerimento foi feito após a pauta da semana ser definida, só deve analisar o pedido de Chinaglia na próxima semana. Uma saída legislativa estudada pelo PT, porém, é pedir um requerimento extrapauta já nesta terça. Caso seja aprovado, o requerimento de convite a Bolsonaro poderia ser aprovado imediatamente.

É um fato absolutamente inusitado. Não se tem notícias de nada parecido em tempos normais. Então, evidentemente não se tratou de mera visita de cortesia. Ou de uma simples conversa com o embaixador”, justifica Chinaglia no requerimento de convite.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *