Rodovias Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros registram diminuição de acidentes e reforçam campanhas educativas no Maio Amarelo

Investimentos e campanhas educativas destacam redução de acidentes nas Rodovias Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros durante o Maio Amarelo.
 Rodovias Rota do Atlântico e Rota dos Coqueiros registram diminuição de acidentes e reforçam campanhas educativas no Maio Amarelo

Foto: Divulgação

Com redução de 81% acidentes de trânsito na Rota dos Coqueiros e 64% na Rota do Atlântico, no período de 2012 a 2022, a Monte Rodovias, que está há três anos à frente das concessões, reforça ainda mais as campanhas de educação no trânsito aliadas ao aporte significativo de investimentos para melhorar a segurança viárias dos seus usuários.

Ambas as rodovias registraram uma baixa expressiva no número de acidentes viários: na Rota dos Coqueiros, que dá acesso às praias do litoral Sul de Pernambuco, os acidentes diminuíram com menos acidentados e nenhum óbito fatal entre 2012 a 2022. Já na Rota do Atlântico, que dá acesso ao Porto de Suape e as indústrias do complexo portuário, foram contabilizadas 51% menos vítimas desde o início da concessão.

Para Fábio Guimarães, Gerente de Operações da Monte Rodovias, os números são reflexos expressivos das iniciativas de melhorias constantes nas rodovias, desde obras de infraestrutura até investimentos em iluminação e sinalização. “Atuamos constantemente para aprimorar as condições de segurança e conforto nas estradas sob nossa responsabilidade. Além disso, nossas campanhas educativas têm desempenhado um papel fundamental em conscientizar os usuários sobre práticas seguras no trânsito. Acreditamos que é através desse compromisso conjunto que podemos garantir viagens mais seguras e tranquilas para todos”.

Os alarmantes índices de sinistros no trânsito no Brasil destacam a importância de iniciativas globais, como o Maio Amarelo, que visam a mobilização e conscientização para a redução desses incidentes. Com o tema “A paz no trânsito começa por você“, o Movimento Maio Amarelo convoca todos a se engajarem nessa importante campanha.

Evasão de pedágio e segurança viária – Em 2023, somente em janeiro, foram registradas quase 400 evasões na Rota do Atlântico. Esse número oscilou, mas permaneceu nessa média até dezembro do mesmo ano. Na Rota dos Coqueiros, o número de evasões foi menor, mas com registros durante todo o ano de 2023, tendo em janeiro, 24 evasões, em fevereiro, 17, e em dezembro, 59.

A evasão do pedágio é um problema crescente que afeta não apenas as concessionárias rodoviárias, mas também a segurança viária de todos os usuários das estradas. Esta prática, aparentemente inofensiva para alguns, acarreta uma série de malefícios que podem resultar em consequências graves e até mesmo fatais.

Além de infringem a lei, os motoristas que furam o pedágio, colocam também em risco a vida de outros usuários e a sua própria. A evasão do pedágio cria situações de perigo nas vias, com veículos em alta velocidade tentando evitar o pagamento, muitas vezes realizando manobras arriscadas e comprometendo a fluidez do tráfego.

Além da ameaça de acidente, ao passar pelas pistas de pagamento automático ou manual sem pagar, o motorista comete uma infração grave, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), passível de multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *