19ª Corrida das Pontes do Recife Drogasil/JJS Eventos

Cerca de seis mil corredores lotaram as pontes do Recife neste domingo (2).
 19ª Corrida das Pontes do Recife Drogasil/JJS Eventos

Foto: Divulgação

Conhecida pela sua tradição no percurso das sete pontes e por ser o principal evento esportivo de provas de rua do Nordeste, a 19ª edição da Corrida das Pontes do Recife Drogasil atraiu uma legião de atletas amadores e de elite de vários estados do país e internacionais que participaram do evento em busca de novos desafios e também de aperfeiçoamento profissional. O tempo ameno com temperatura média de 24 graus e uma chuvinha leve antes e durante a prova ajudou no bom rendimento dos atletas.

A largada da corrida especial para portadores de necessidades especiais aconteceu no horário previsto às 6h55 e a da corrida geral 10KM se deu logo após às 7h, no Forte do Brum. O campeão da prova masculina dos 10KM foi o atleta Gleison Santos, de 30 anos, natural da cidade de Garanhuns, no agreste pernambucano. O tempo líquido foi de 30:32. No ano passado ele ficou em segundo colocado e esse ano conseguiu ocupar o pódio. Antes, foi campeão brasileiro da prova de 3 mil metros com obstáculo e é o atual líder do ranking brasileiro da prova de 5 mil metros livres.

Na prova feminina, a primeira colocação da categoria dos 10KM ficou com a atleta cearense Pedrina Silva Vieira, de 33 anos, que fechou no tempo líquido de 34:36 e foi a sexta colocada geral da competição. Foi a primeira participação dela na Corrida das Pontes e também numa prova em terras pernambucanas. Este ano, já foi campeã de uma competição de 21km, em João Pessoa, na Paraíba. Ela disse estar muito feliz pela conquista na prova recifense. “Achei o percurso maravilhoso, tem uma paisagem muito bonita. Depois entendi o porquê do nome da corrida, porque corremos pelas pontes da cidade”, comemora.

Atrás dele esteve João Marcos Santos Ferreira, 29 anos, com tempo líquido de 30:42. Na categoria feminina esteve a atleta Aline Prudêncio de Freitas de 32 anos que terminou em 35:02. Em terceiro lugar masculino, o corredor Michael Gabriel da Silva Trindade de 28 anos chegou em 31:01. E no feminino, a queniana Viola Jelagat Kosgei, de 25 anos, que fez o tempo de 35:49. Em quarto lugar, se recuperando de uma lesão, esteve o atleta José Marcio Leão da Silva, de 34 anos, da equipe APA de Petrolina, que chegou no tempo líquido de 31:51. Ele foi o vencedor da prova na edição do ano passado. E no feminino, a Adriana Teodosio Gonçalves, 33 anos, chegando em 37:12. Em quinto colocado, chegou Jair José da Silva, 46 anos, que fechou com tempo de 33:36. E a atleta Nilva Pereira da Silva Nunes, 31 anos, finalizando em 37:51.

Pela primeira vez na história da corrida, o trajeto da corrida geral e especial de 10KM sofreu uma pequena alteração, devido a reforma na Ponte Giratória. O desvio da Ponte Giratória foi feito pela rua Martins de Barros, Ponte Maurício de Nassau e av. Marquês de Olinda (que foram compartilhadas e divididas ao meio com cones) para bater a marca completa sem prejuízos no percurso dos corredores.

Mesmo com a mudança, a JJS Eventos, empresa que organiza a prova de pedestrianismo – que é considerada a São Silvestre do Nordeste – teve o cuidado de não perder a tradição que mantém desde a primeira edição, que é de passar 7 vezes nas pontes. “Quando viemos a Recife há pouco mais de um mês, planejamos e refizemos toda a marcação do trajeto dos 10KM com esse cuidado. Nas edições anteriores, os atletas passavam na Ponte Maurício de Nassau apenas na ida. Nesta edição, especialmente, eles passarão por ela na ida e na volta”, revela o ex-atleta olímpico e bi-campeão da Corrida de São Silvestre, José João da Silva, diretor técnico da JJS Eventos.

O percurso da 19ª Corrida das Pontes do Recife Drogasil contemplou corrida e caminhada de 5,6km e corrida profissional de 10km. Além delas, houve a Corrida Especial 10Km para pessoas portadoras de deficiência e a prova infantil ou “Corrida das Pontinhas” com percurso de 1,6Km, destinada para crianças e adolescentes da rede pública municipal do Recife e inscrições gratuitas somente realizadas através da Secretaria de Esportes do município.

A Corrida das Pontes é realizada pela paulista JJS Eventos e conta com o apoio oficial da Federação Pernambucana de Atletismo (Fepa), patrocínio master da Drogasil, e patrocínio da Secretaria de Esportes da Prefeitura do Recife; e co-patrocínio do Boris Berenstein/Cerpe. O evento é apoiado pela Tambaú Alimentos, Shineray do Brasil, Montevergine, Vitarella e Globo Pernambuco.

Pelo primeiro ano, a rede Drogasil, gigante do grupo farmacêutico RD Saúde, que conta com mais de 3 mil farmácias em todo o país, foi a patrocinadora oficial da competição. O patrocínio a uma prova de rua tão tradicional está alinhado ao compromisso da RD Saúde de promover bem-estar. “Apoiar uma corrida desse porte é impactar positivamente a saúde de milhares de pessoas e contribuir para um futuro mais saudável. É também uma forma de mostrar ao público o que as nossas farmácias têm a oferecer como hubs de saúde”, diz Daniel Campos, diretor de marketing da empresa.

Na tenda de saúde que foi montada no Forte do Brum, ao lado do pódio, os corredores tiveram uma amostra dos tipos de serviços farmacêuticos, testes e exames rápidos que a Drogasil oferece nas farmácias. Massagens rápidas e aferição de pressão também estiveram disponíveis gratuitamente durante todo o evento. Houve distribuição de brindes, como isotônicos, e entrega de vouchers para outros testes como oximetria, que poderá ser agendado posteriormente nas filiais da Drogasil.

Na edição 2024, o patrocínio máster da Drogasil coincide com o ano em que a rede de farmácias comemora 10 anos da abertura da primeira unidade em Pernambuco. Hoje, já são 96 filiais no Estado e a rede é uma das líderes em market share no Recife. “Estar junto em um circuito que passa por pontos emblemáticos do Recife tem um valor simbólico importante para traduzir o quanto queremos estar perto do dia a dia dos pernambucanos”, afirma Campos. O trajeto da corrida contemplou vários pontos turísticos e as pontes do Limoeiro, Ponte Princesa Isabel, Ponte Buarque de Macedo, Ponte Maurício de Nassau, Ponte Duarte Coelho e Ponte Boa Vista.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *