DNA Laboratório, em parceria com a BD, disponibiliza primeiro serviço de autocoleta para rastreamento do vírus HPV no Nordeste

aboratório inova com sistema de autocoleta vaginal para facilitar o diagnóstico precoce de lesões precursoras do câncer do colo do útero
 DNA Laboratório, em parceria com a BD, disponibiliza primeiro serviço de autocoleta para rastreamento do vírus HPV no Nordeste

Dispositivo para autocoleta do exame de HPV – Foto: Divulgação

O DNA Laboratório, em parceria com a BD, está revolucionando a detecção do Papilomavírus Humano (HPV) no Nordeste ao disponibilizar o primeiro serviço de autocoleta validado e aprovado pelos órgãos competentes nacionais e internacionais. A inovação visa facilitar o diagnóstico precoce de lesões precursoras do câncer do colo do útero, proporcionando praticidade e acessibilidade.

Através do sistema de autocoleta vaginal desenvolvido pela renomada BD, os próprios pacientes, incluindo mulheres e homens transgêneros, podem realizar a coleta da amostra em qualquer lugar. Em seguida, a amostra é encaminhada ao laboratório, que emite o laudo do exame em até cinco dias.

Esse método pioneiro de coleta não apenas amplia o rastreio da doença, mas também se destaca por ser menos invasivo, mantendo uma precisão comparável à coleta realizada em consultórios médicos. Disponível nos estados da Bahia (Salvador, Itabuna e Vitória da Conquista), Ceará (Fortaleza), Sergipe (Aracaju) e Alagoas (Maceió), o serviço representa um avanço significativo na saúde da região.

A autocoleta tem um papel fundamental na ampliação do rastreio da doença. O procedimento é menos invasivo, acessível e tem alta precisão nos resultados, como o método realizado em clínicas e laboratórios”, afirma Betânea Toralles, médica geneticista e responsável técnica do DNA Laboratório.

O Papilomavírus Humano abrange mais de 200 tipos de vírus, sendo ao menos 14 considerados oncogênicos, aumentando a probabilidade de infecções persistentes e lesões precursoras do câncer do colo do útero. No Brasil, o câncer do colo do útero é o terceiro com maior incidência entre as mulheres, com projeções do INCA indicando 17 mil novos casos no triênio 2023-2025.

O rastreamento do câncer colo uterino ainda é feito por meio do exame citológico. Hoje entendemos que a melhor forma de diagnosticar esse tipo de tumor precocemente é por intermédio de exames periódicos combinados com testes do HPV“, complementa Betânea.

Em conformidade com a Estratégia Global da Organização Mundial da Saúde (OMS) para erradicar o câncer do colo do útero até 2030, o DNA Laboratório contribui para alcançar as metas estabelecidas. A autocoleta oferece praticidade, privacidade e ajuda a aumentar o acesso à saúde, principalmente em regiões remotas ou com limitado acesso aos cuidados de saúde. A ginecologista Neila Speck, professora da UNIFESP e presidente da Comissão Nacional Especializada no Trato Genital Inferior da FEBRASGO, destaca que essa tecnologia é essencial para a detecção precoce do vírus HPV, elevando as chances de sucesso no tratamento e prevenindo que lesões do colo do útero evoluam para estágios cancerígenos.

Sobre a BD

A BD é uma das maiores empresas de tecnologia médica do mundo que está impulsionando o mundo da saúde ao investir na descoberta médica, no diagnóstico e na prestação de cuidados com a saúde humana e animal. A empresa apoia os profissionais que estão na linha de frente dos cuidados da saúde por meio do desenvolvimento de tecnologia, serviços e soluções inovadoras que ajudam a avançar na terapia clínica para pacientes e no processo clínico para os prestadores de cuidados de saúde. Para mais informações acesse: BD/autocoleta.

Referências


[i] HPV e o câncer do colo do útero. Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Disponível em Organização Pan-Americana da Saúde (PAHO). Acessado em 17/11/2023.

[ii] Estimativa 2023. Incidência de câncer no Brasil. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Disponível em Instituto Nacional do Câncer (INCA). Acessado em 17/11/2023.

[iii] Launch of the Global Strategy to Accelerate the Elimination of Cervical Cancer. World Health Organization (WHO).Disponível em World Health Organization (WHO). Acessado em 17/11/2023.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *