Governo de Pernambuco reafirma parceria com OPAS/OMS no combate ao câncer de colo do útero

Governadora Raquel Lyra assina 4° Termo de Compromisso e destaca avanços do Programa Útero é Vida
 Governo de Pernambuco reafirma parceria com OPAS/OMS no combate ao câncer de colo do útero

Foto: Miva Filho/Secom

A governadora Raquel Lyra assinou, nesta segunda-feira (18), durante reunião com gestores da Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), o 4° Termo de Compromisso para a continuidade das atividades de desenvolvimento da estratégia de mudança tecnológica para controle e eliminação do câncer de colo do útero. No encontro, realizado no Palácio do Campo das Princesas, também foram analisados os resultados preliminares da execução do Programa Útero é Vida no Estado e o planejamento das atividades previstas para 2024.

“Estamos realizando um trabalho em conjunto, para que possamos tirar Pernambuco da liderança de mortes por câncer de colo do útero no Brasil. O Programa Útero é Vida tem conseguido avançar nas áreas de mal incidência, como o Recife e a Zona da Mata Sul. Iremos chegar em todo o Estado. Estamos empenhados em garantir mais saúde para as mulheres, preservando suas vidas e, sobretudo, das famílias pernambucanas”, enfatizou Raquel Lyra.

A partir de janeiro de 2024, o Programa Útero é Vida entrará na 2ª fase com a realização de atividades em oito novos municípios da III Região de Saúde e na cidade de Jaboatão dos Guararapes. A definição das cidades será feita em reunião extraordinária da Comissão Intergestores Regionais (CIR) da III Região, que será realizada nesta terça-feira (19).

O diretor da OPAS/OMS, Jarbas Barbosa, enalteceu o bom trabalho que vem sendo feito no Estado. “Fico extremamente feliz em estar dando continuidade a um trabalho que é pioneiro nas Américas. Pernambuco iniciou e o governo federal, por meio da ministra Nísia Trindade, já anunciou que vai transformar em um programa nacional baseado nos bons resultados que Pernambuco vem obtendo”, concluiu.

De acordo com a secretária estadual de Saúde, Zilda Cavalcanti, Pernambuco tem cumprido seu papel aumentando a cobertura vacinal de HPV, com o projeto inovador Vacina nas Escolas e no acompanhamento dessas mulheres. “Estamos realizando a busca ativa de mulheres com um teste genético para diagnóstico precoce da infecção, podendo intervir em uma doença que é completamente prevenível. Seguimos com o objetivo de reduzir a mortalidade por câncer de colo do útero em nosso Estado”, afirmou a titular da pasta.

O Câncer de Colo do Útero (CCU) é o terceiro tipo de câncer mais incidente na população feminina no Brasil e o segundo mais incidente nas mulheres pernambucanas. Estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) aponta que neste biênio (2023-2025) serão diagnosticados 770 novos casos de CCU em Pernambuco.

Também participaram da reunião a secretária da Mulher, Mariana Melo; a representante da OPAS/OMS no Brasil, Socorro Gross; a coordenadora técnica do Programa Útero é Vida, Letícia Katz; o coordenador-geral da Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer do Ministério da saúde, Fernando Maia; o presidente do Instituto de Biologia Molecular do Paraná, Pedro Barbosa; e a superintendente do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP), Tereza Campos.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *