Morador do Recife se fantasia de ‘Morte’ e alerta para perigos na BR-101

 Morador do Recife se fantasia de ‘Morte’ e alerta para perigos na BR-101

Morador da Zona Sul do Recife se fantasiou de morte para chamar atenção para precariedade de passarela que cruza BR-101 (Foto: Reprodução TV Globo)

Um protesto chamou a atenção dos motoristas, pedestres e passageiros de ônibus que passaram pela BR -101 Sul, no Recife, nesta segunda-feira (19). Um morador da Zona Sul da capital se fantasiou de ‘Morte’ para denunciar a precariedade da infraestrutura da rodovia e os perigos para quem usa uma passarela construída no quilômetro 63, ligando os bairros do Ibura e Jordão Baixo.

Com máscara, roupa preta e uma foice de brinquedo na mão, ele exibiu um cartaz, que resumia os problemas da estrada. “Abandono total da BR: mato, buraco, passarela e acostamento”, escreveu em uma cartolina branca o motorista Nivaldo Virgílio, que realizou o protesto. O ‘Morte’ também ajudou pedestres a atravessar a rodovia.

Além de circular pela BR-101, ele pediu reformas em todos os trechos da rodovia, administrada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit). Também subiu na passarela para chamar a atenção do poder público. “O povo está correndo perigo em todos os lugares. É na segurança, na passarela e nos buracos”, apontou o motorista.

Segundo o conselheiro do Crea, as ferragens estão oxidadas. “ O volume aumenta por causa da ferrugem. E assim expulsa o concreto e enfraquece a estrutura. Além disso, não existe drenagem”, constatou.

Para os moradores, as falhas na passarela comprometem a circulação. Os moradores da área que precisam atravessar cruzar a estrutra preferem se arriscar entre os carros. Eles alegam, que além dos problema estrurutral, existe o perigo de assaltos. Lâmpadas foram retiradas e não houve reposição.

Outro problema na região é a parada de ônibus, que não tem mais sinalização. A cobertura caiu e os passageiros ficam expostos ao sol forte e à chuva.

Respostas

O Dnit informou que prepara uma reforma na rodovia. O projeto contempa 30 quilômetros e deve custar R$ 190 milhões. A instituição informou que já finalizou a licitação para poder dar início aos trabalhos.

O Grande Recife Consórcio, responsável pelo transporte coletivo, e a Defesa Civil do Recife informaram que enviarão equipes para verificar os problemas na área.

Fonte: G1

Edição: Geibson Almeida

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *