Recife Recebe Velejador Francês Armel Le Cléac’h em Ponto Estratégico da Regata Arkea Ultim Challenge

Cidade torna-se parada crucial na jornada mundial do veleiro Banque Populaire.
 Recife Recebe Velejador Francês Armel Le Cléac’h em Ponto Estratégico da Regata Arkea Ultim Challenge

Foto: Divulgação

Recife, por meio da Federação Pernambucana de Vela (FPVela), conquista posição de destaque no cenário internacional da vela ao ser designada como ponto estratégico para a parada do veleiro Banque Populaire, comandado pelo renomado velejador francês Armel Le Cléac’h, na aguardada regata Arkea Ultim Challenge.

A competição, que abrange uma volta ao mundo em solitário e sem escalas, reserva espaços estratégicos para reparos técnicos nas embarcações. A escolha do Recife como parada do Banque Populaire se fundamenta em sua infraestrutura e localização privilegiada, servindo como ponto estratégico para as nuances do Oceano Atlântico.

O aguardado desembarque do Banque Populaire está previsto para a próxima segunda-feira (15/01) no Porto do Recife, enquanto a embarcação ocupa a terceira posição na classificação geral. Após as necessárias reparações técnicas, o veleiro seguirá rumo ao prosseguimento da desafiadora competição que conquista fãs e entusiastas ao redor do mundo. Recife, agora, solidifica sua presença no circuito global da vela, marcando o início de uma promissora jornada no universo das regatas de volta ao mundo em solitário.

Sobre a Arkea Ultim Challenge

A regata Arkea Ultim Challenge é de volta ao mundo em solitário, sem escala e com previsão de ser concluída em até 50 dias. A partida foi no último domingo (07/01), no porto de Brest, na França, com seis embarcações.

Todos os velejadores são franceses a bordo de barcos de 32 metros de comprimento e 22 metros de largura. Por isso, são conhecidos como “Gigantes dos Mares”.

A chegada será no mesmo local de partida e a tendência é de que aconteça nos primeiros dias de março. Os velejadores são obrigados a contornar as três principais pontas do Hemisfério Sul: Cabo da Boa Esperança, na África do Sul; Cabo Leeuwin, na Austrália; e Cabo Horn, no extremo sul da América do Sul.

Digiqole Ad Digiqole Ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *