Violência Dispara em Pernambuco: Estado Registra Pior Série Histórica de Crimes em 2024

 Violência Dispara em Pernambuco: Estado Registra Pior Série Histórica de Crimes em 2024

Alberto Feitosa é deputado estadual pelo PL de Bolsonaro – Foto: Roberto Soares/ALEPE

A escalada da violência atinge patamares preocupantes em Pernambuco, revelando dados alarmantes conforme o Instituto Fogo Cruzado. Na primeira semana de 2024, a Região Metropolitana do Recife registrou um recorde negativo: 53 pessoas foram baleadas, resultando em 38 mortes e 15 feridos. Este cenário sombrio é reforçado por outro indicador, que coloca o Recife entre as 10 cidades mais perigosas do mundo, segundo o Instituto Global da Paz.

De acordo com o levantamento do Instituto Fogo Cruzado, dezembro de 2023 presenciou 156 tiroteios/disparos de arma de fogo na região metropolitana. Este número representa um aumento de 17% em relação ao mesmo período de 2022. Alarmantemente, em 99% desses incidentes, houve vítimas fatais e/ou feridas, totalizando 167 pessoas baleadas, com 132 mortes e 35 feridos.

A situação crítica da segurança pública em Pernambuco é evidenciada não apenas pelos números assustadores, mas também pelo paradoxo de a governadora Raquel Lyra encerrar o ano com R$ 102 milhões parados em um fundo de segurança, enquanto a violência assola o estado. O alerta é claro: não há mais tempo para justificativas ou culpas, sendo urgente a implementação de políticas eficazes.

Em um contexto global, o artigo do Coronel Alberto Feitosa destaca a onda de violência no Equador como um exemplo dos riscos enfrentados pelos países da América Latina. Especialistas em segurança apontam que a relação entre segurança pública, crime organizado e narcotráfico representa um desafio comum nessa região. O alerta da ONU sobre a aliança crescente do crime organizado com gangues e milícias locais ressoa como uma urgente chamada à ação diante do agravamento da insegurança.

Fonte: Blog de Jamildo

Céu Albuquerque

Engenheira Civil em Segurança do Trabalho, especialista em Orçamentação, Planejamento e Controle na Construção Civil, Jornalista e Fotógrafa.

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *